terça-feira, 22 de julho de 2014

Polícia Militar apreende dinheiro falso em Ibiá

Imagem: Polícia Militar de Ibiá
Mãe e filho foram presos no último sábado (19), suspeitos de fabricar e distribuir notas de dinheiro falso em Ibiá. A denúncia partiu de um telefonema anônimo, recebido pela Polícia Militar, dizendo que havia um jovem distribuindo notas falsas no comércio da cidade e que o mesmo residia em uma casa localizada no bairro São Benedito. De posse de todas as informações, os Militares seguiram para o endereço informado e comprovaram o fato ilícito.

Ao chegarem no local os Militares encontrou uma mulher, de 35 anos, mãe do jovem suspeito, que a princípio, negou todas as acusações.Mas a verdade veio à tona quando, ao averiguar o interior da casa, a polícia flagrou a mulher tentando esconder uma caixa de sapato, que estava cheia de papeis impressos com notas de 100, 20, 10, 5 e 2 reais, além de outros materiais usados para fazer o acabamento nas notas.

O filho da mulher, um rapaz de 18 anos, com várias passagens pela polícia por tráfico de drogas, chegou ao local no momento em que os militares abordavam sua mãe. Ele assumiu toda a culpa, dizendo que é o autor das notas e que a impressora usada para fabricar as notas, pertence a um menor de 16 anos. Ele confessou ainda, que o dinheiro falso seria distribuído nas barraquinhas da Festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito.

No celular do suspeito a polícia localizou várias mensagens relacionadas a vendas de drogas.
O adolescente, suposto dono da impressora, foi localizado e apreendido pela polícia que, após ser ouvido, foi liberado.

Os dois suspeitos foram transferidos na manhã de ontem (21) para o presídio de Patrocínio e vão responder por crime previsto no artigo 289 do Código Penal e podem pegar de 3 a 12 anos de reclusão, além de pagar multa. Estará sujeito à mesma pena quem importar ou exportar, adquirir, vender, trocar, ceder, emprestar, guardar ou introduzir na circulação moeda falsa. Mesmo tendo recebido de boa fé, comete crime, com pena prevista de seis meses a dois anos e multa, quem a recebe e a mantém em circulação, repassando a outros.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Ex-prefeito de Ibiá é considerado inelegível


O Ministério Público Federal de Minas Gerais (MPF), considerou inelegível, o ex-prefeito de Ibiá, Ivo Mendes Filho (PCdoB), que se candidatou a Deputado Estadual nas próximas eleições. Mendes teve as contas do ano de 2012 rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) sendo portanto, barrado pela “Lei da Ficha Limpa".

O ex-prefeito teria gasto cerca de 2 milhões de reais sem dotação orçamentária, fato que é proibido por lei. Dotação orçamentária é toda e qualquer verba prevista como despesa em orçamentos públicos e destinada a fins específicos. Qualquer tipo de pagamento que não tenha dotação específica só pode ser realizado se for criada uma verba nova ou dotação nova para suprir a despesa.

Outros 16 candidatos mineiros também foram considerados inelegíveis e 1.124 tiveram suas candidaturas impugnadas, o que representa mais de 60% das candidaturas apresentadas para as eleições 2014. Com isso, Minas Gerais é o estado brasileiro com o maior número de candidatos "fichas sujas".

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) tem até o dia 5 de agosto para julgar os processos de impugnação do registro de candidatura movidos pela Promotoria Eleitoral. Se for necessário, ainda caberá recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

RECOMENDAÇÃO

No mês passado, o procurador eleitoral Patrick Salgado recomendou a todos os órgãos de direção regionais dos partidos políticos que cumprissem os procedimentos legais na seleção de seus candidatos e na instrução de seus requerimentos, pois não haveria prazo hábil para diligências no intervalo de 5 dias disponível para análise dos quase 1.800 candidatos mineiros, mas, o enorme percentual de impugnações retrata a completa ausência de cuidado com o cumprimento da lei. 

domingo, 20 de julho de 2014

Festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito reúne centenas de fiéis em Ibiá


Ao sons de tambores, apitos e fogos a cidade de Ibiá foi despertada nessa manha de domingo (20) para receber as benção de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário. A 56ª edição da Festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito teve hoje o seu principal dia com o encontro da irmandade de congadeiros e maçambiqueiros.

Esse ano 29 grupos de Congados e Moçambiques participaram da festa sendo, 26 grupos visitantes, vindos de várias cidades e outros 3 grupos de Ibiá.

Seu Agnaldo, residente em Patrocínio ficou emocionado com a celebração. 
"É a primeira vez que venho a Ibiá para assistir à essa festa e fiquei muito emocionado. É uma manifestação muito bonita. Todos estão de parabéns. Certamente estarei aqui no próximo ano."
Na procissão de encerramento, que leva as imagens de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, uma multidão acompanhou o Rei e a Rainha, figuras importantes da festa, que representam os antigos líderes escravos. Foram cerca de 2 horas de procissão, onde os religiosos mostraram através das cantigas, ao sons dos tambores e do ritmo frenético de suas danças, a grande devoção de sentem pelos Santos festeiros.






sexta-feira, 11 de julho de 2014

Cadeia pública de Ibiá é desativada


Durante décadas, o prédio que foi construído para abrigar o Fórum e a Delegacia de Ibiá, foi usado como unidade prisional e hoje, pelos problemas que apresenta, está sendo desocupado e colocando fim em suas atividades como cadeia pública municipal.

A fragilidade estrutural do prédio e a precariedade de suas instalações, foi motivo usado pelo Ministério Público (MP) para solicitar a sua interdição. De acordo com o MP o local não apresenta condições de abrigar os presos com segurança.

A insegurança também foi um ponto forte usado pelo MP para solicitar a interdição do local, que já vem há algum tempo apresentando vários problemas.

Em maio de 2009, a cadeia foi arruinada por uma rebelião e todos os presos tiveram que ser transferidos para presídios de Conquista e Nova Ponte. Durante a rebelião, os presos colocaram fogo nas camas e nos colchões. As celas, instalações elétricas e hidráulicas também foram destruídas pelos presos. O prédio ficou desativado por meses e teve que passar por uma reforma geral.

Em setembro de 2010, um menor que cumpria medidas socioeducativas, ateou fogo na cela em que estava, provocando um incêndio no segundo andar do prédio. Ele teve queimaduras e foi levado em estado grave para Santa Casa. Outras 5 presas ficaram intoxicadas pela fumaça e precisaram de atendimento médico.

No final de abril de 2013, dez presos conseguiram fugir da cadeia. Eles fizeram um buraco na parede e escaparam por um corredor. Usando um pedaço de vergalhão, ameaçaram um Agente Penitenciário, o único que trabalhava no local, e sem muitos esforços, ganharam as ruas da cidade. Cinco deles foram recapturados no mesmo dia e os demais, foram presos dias depois.

A cadeia de Ibiá tem capacidade para 25 detentos mas, já a algum tempo é registrada uma média de 55 presos cumprindo pena no local, mais que o dobro de sua capacidade. Em certas ocasiões o presídio chegava a alojar mais de 60 detentos, entre homens e mulheres.

Ontem (10), por volta das 15 horas, os 59 detentos que ainda cumpriam pena em Ibiá, foram transferidos para presídios de Patrocínio e Uberaba. A transferência ocorreu sob um forte esquema de segurança, e contou com a participações das Polícias Civil e Militar.

PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE IBIÁ

Para os historiadores de Ibiá, a notícia do fechamento da cadeia pública pode ter um significado diferente. O prédio está em processo de tombamento e a esperança deles é que a Prefeitura reforme o local, trazendo de volta as características originas de 1920, época em que o prédio foi construído.

NOVO PRESÍDIO

Já está em fase de estudos a construção de um novo presídio em Ibiá. A obra, provavelmente, será erguida em um terreno que fica próximo ao antigo matadouro da cidade. 

LEIA TAMBÉM
Ministério Público pede interdição da Cadeia Pública de Ibiá